quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Ponto de partida


Já tem um bom tempo que esse blog tem me pedido pra existir.
Eu só enrolo...
É aquela coisa de lista de prioridades.
Mas final do ano tem dessas coisas, a gente começa a se reorganizar.
Ao menos tenta. Quem sabe dessa vez funciona. É o que espero.

Falar de viagem sempre me dá prazer. Claro que viajar me dá mais prazer ainda, só que hoje o número de despedidas no aeroporto das quais participo suplanta (e MUITO) o número das minhas decolagens.

Mas não faz mal, afinal é parte da profissão que eu escolhi. Se minhas despedidas diminuírem, será um claro sinal de pouco trabalho, e isso não é nada bom. Melhor mudar de assunto que esse é muito cansativo. Cansei da crise, da alta do dólar, euro, libra, etc etc.

Queria compartilhar esse blog com aqueles que sentem que a viagem faz parte deles como escovar os dentes ou... deixa pra lá.

Não importa a frequência, o lugar, já que a gente viaja todo o dia na própria cidade onde vive, não é mesmo? Quem discordar é só reparar no caminho por onde costuma passar olhando pra dentro. (A gente fica tão concentrado na quantidade de caraminholas que passam por nossa cabeça que nos perdemos completamente nos detalhes de nossos percursos diários). Olhando para os lados, o queixo cai com aquela cerca viva da casa da esquina na qual você nunca tinha reparado.

E sendo na nossa cidade, ou no outro lugar do planeta, o que importa é aquela marquinha que a viagem deixa na gente. Pode ser uma pessoa, um cheiro, um vento na hora certa, uma tatuagem, as costas vermelhas do sol.

Viajar pra quê?
Pra descobrir que é bom voltar?
Pra ver o que você achou que não conhecia e que no fundo conhece bem?
Pra se conhecer melhor?
Pra não pensar em nada, que saco esse negócio de ter motivo pra tudo, não é mesmo?
Pra ver que tem tantos lugares melhores para se viver, ou que o seu é o melhor de todos?
Pra conhecer alguém, pra beijar na boca, pra tomar caipirinha ou enfiar o pé na areia? - Achou que era na lama, né? Ou na jaca...
Pra aprender uma língua estrangeira?
Pra viver como um estrangeiro?
Pra experimentar uma nova culinária?

Seja qual for sua resposta, eu quero saber.
Conta pra mim!!!!!!

6 comentários:

  1. Oi Lois! Fácim, facim a sua pergunta!!! Viajar pra que? Respirar pra que? Comer pra que? A resposta é uma só: pra viver! Pra ter prazer! Viajar pra aprender, pra se tornar uma pessoa mais interessante (pra si mesmo e pros outros)! Difícil mesmo é a pergunta: por que não viajar? Beijos e sucesso ao blog! Ana

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana, depois de conversar com você de madrugada pelo Skype e ter notícias da minha amigona que está do outro lado do mundo, acho que vou ser obrigada a escrever algo sobre viajar pela internet... Pois eu fui aí pra Austrália e voltei. Será que eu voltei?

    ResponderExcluir
  3. Oi Lu, viajando... ou morando longe... vou seguir o seu blog! Viajar, pra que?
    Pra mim... conhecer pessoas, lugares e culturas diferentes!
    Ideia para vc postar... como viajar de forma sustentavel?
    Beijo e feliz 2009!!!
    *escrevo de Budapest!!!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Lu!!! Amei o blog! Sou viciada, daquelas irrecuperáveis.
    Tem uma frase da Fernanda Young que diz:
    Viajo para ver de perto o que está longe
    e para ver de longe o que está perto.
    Para mim, ela diz muito.
    Vou te visitar sempre e indicar aos viciados que conheço.
    Que nestes proximos 365dias a gente possa rodar o mapa sem pressa!
    Minha proxima viagem é GUATEMALA, alguma dica?
    Beijos
    DaniK

    ResponderExcluir
  5. Oi Lu! Adorei o seu blog. concordo inteiramente: viajar vicia!
    E, confesso, sou daquelas viciadas irrecuperáveis.
    Tem uma frase da Fernanda Young que diz:
    VIAJO PARA VER DE PERTO O QUE ESTÁ LONGE E
    PARA VER DE LONGE O QUE ESTÁ PERTO
    boa tradução para este sentimento incrível que é viajar, não acha?
    Que nestes proximos 365dias a gente possa percorrer nosso mapa sem pressa de chegar.
    Uma beijo, querida, nos vemos por aí!
    DaniKaram

    ResponderExcluir
  6. Nusga, Dani! (Você já falou nusga alguma vez? He he he)... Estou me sentindo nula por não ter dicas da Guatemala pra você! Mas vou procurar, prometo. Aguarde...

    ResponderExcluir