sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Orgulho dos meus intercambistas!


Tenho muita sorte.

Bato no peito e repito quantas vezes for necessário:
-Que orgulho dos meus intercambistas!

É deles que vem minha satisfação profissional, uma satisfação colhida a cada novo sorriso que descubro nas visitas ao Facebook.

Luiza, tá nevando!
Descobri um novo amor!
Terminei com a namorada!
Tirei A em tudo!
Tô com saudades de arroz com feijão!
Vou sentir saudades dos doces do Halloween!
Tô feliz demais!
Tô com saudades demais!
Tô triste demais!
Tô feliz de novo!
Tá -10 e eu tenho que ir pra escola!
Tô amando esse intercâmbio!
Quero voltar pra casa!
Quero ficar mais tempo!

Orgulho, orgulho, orgulho! São cinco ou dez meses, mas parecem uma vida.
Meninos que voltam homens, mocinhas que voltam mulheres.
Cinco ou dez meses, e muitos quilômetros de vida percorridos em uma estrada que se conquista sozinho, com um combustível danado de raro que se chama CORAGEM.

Hoje um de meus intercambistas, o Thiago, me chamou enquanto estava mexendo no meu computador aqui em casa. Mundo pequeno, esse. Enquanto conversava com alguns primos, cada um em sua casa (e em cidades diferentes), lá estava o Thiago me perguntando se eu já tinha visitado o seu blog.

Não tinha, mas corri pra ver. Corri e estacionei, li cada palavrinha com quase orgulho de mãe (a mãe dele que me dê licença...). Li e senti uma satisfação imensa ao perceber que um intercâmbio vale a pena quando se enxerga a essência da experiência.

Não é comparar por comparar.
Ou se deslumbrar com o alheio.
Ou bater no peito e dizer 'orgulho de ser brasileiro' que nem eu fiz logo acima com meu 'orgulho dos intercambistas'.

É muito mais do que isso.

É desenvolver o pensamento crítico de maneira construtiva.

É crescer, por dentro e por fora (e às vezes para os lados).

É voltar maior, com o pensamento maior, com uma força de vontade maior, com a capacidade de aprendizado maior.

Esse post de hoje vai em homenagem aos adolescentes corajosos que partiram para essa empreitada, e aos pais mais corajosos ainda (não poderia nunca me esquecer deles) que disseram "Vai, filho, o mundo te espera e eu estou aqui por você".

Se Thiago me permitir (nem pedi, mas acho que ele não vai ligar), vou dizer que vale a pena conferir seu blog www.thiagoquaresma.com

E com orgulho me despeço...

Nenhum comentário:

Postar um comentário